DRC: Doença Renal Crônica

Você sabe tudo sobre Doença Renal Crônica? Neste artigo explicamos para você.
Blog Doença renal crônica Hospital Veterinário Butantã

Escrito por

Centro Veterinário Butantã

Doença renal crônica

A Doença renal crônica (DCR) é conhecida por lesões silenciosas que comprometem a maior parte dos néfrons, responsável pela eliminação dos compostos tóxicos pela urina, ou seja, é uma patologia que afeta os rins do animal. Essa doença é muitas vezes causada em consequência de determinados hábitos alimentares como, por exemplo, rações com baixo índice de água. Não tem cura e possui alta taxa de avanço, por esse motivo é necessário urgência no diagnóstico e no começo do tratamento, para assim seu pet ter maior qualidade de vida e bem-estar. Quanto mais cedo a DCR for descoberta maior a chance de controle e tratamento. Na fase inicial, os pets mostram pouco ou nenhum sinal clínico da doença, pela habilidade dos rins em compensar. A medida que o problema progride, a produção de urina tende a aumentar e  os animais começam a ter mais sede. Os sintomas nem sempre estão ligados ao trato urinário, alguns deles são falta de apetite, constipação, vômitos, diarreia, emagrecimento, desidratação dentre outros. Mas o diagnóstico só e confirmado por meio de exames de urina, sangue e imagem. A desidratação se desenvolve nos pets com DRC devido ao conjunto da eliminação de grande volume de urina e o consumo inadequado de água, essa condição já é presente no primeiro estágio da doença. Este quadro de desidratação com perda da água, hipoperfusão renal,faz com que o pet seja sensível a ingestão de sódio, pois em altas concentrações o sódio estimula o acúmulo de urina, tendo uma sobrecarga nos rins já comprometidos.

Tratamento

O tratamento depende do caso e tipo de animal, mas o mais comum é iniciar com a aplicação de soro no combate a desidratação, o processo é geralmente recomendado ser realizado em casa pelo tutor, com orientação do médico veterinário, para assim reduzir os níveis de estresse no animal. O profissional naturalmente prescreverá remédios, normalmente para o controle dos sintomas como vômitos, diarreia, anemia e outros, e mudanças na dieta com objetivo de diminuir a quantidade de produtos tóxicos que os rins deveriam eliminar. Além disso, pode ser necessário a diálise, que consiste em filtrar o sangue através de máquinas. Com visitas periódicas do pet ao consultório veterinário e com exames regulares, é possível que seu animal de estimação tenha uma maior qualidade de vida e saúde. Lembrando que, tendo ou não a DRC, apresentando ou não sintomas de qualquer doença, as visitas ao médico veterinário é sempre importante para que se tenha diagnósticos precisos e assim o tratamento ser feito de forma correta.

compartilhe esta publicação!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email