Neonatologia Veterinária

neonatologia veterinária hospital veterinário butanta

Sobre Neonatologia Veterinária

O período neonatal, que representa as duas primeiras semanas de vida de cães e gatos, é um dos mais críticos. Imagine que o filhote precisa passar por adaptações fisiológicas de maneira rápida e o mais eficiente possível, pois funções primordiais para a vida deles eram desempenhadas pela placenta, e agora são de inteira responsabilidade de um bebê.  Muitos estudos são feitos atualmente, visando dar aos neonatos caninos e felinos um suporte mais adequado, nos moldes da medicina humana, e uma coisa que todos devem ter em mente é que o filhote não se comporta, fisiologicamente, como um adulto miniatura – existem diversas alterações hemodinâmicas e fisiológicas acontecendo ao mesmo tempo, e todo o seu sistema é imaturo, o que faz deles pacientes críticos até que se prove o contrário.

Medicina Preventiva

Dito isso, não é de se espantar que exista um profissional especialista em neonatos, uma vez que eles demandam uma atenção especial para absolutamente qualquer alteração, e que qualquer situação envolvendo animais tão jovens pode evoluir rapidamente para uma emergência.  De maneira geral, a medicina preventiva é uma das nossas maiores aliadas. Tudo começa com o acompanhamento gestacional e monitoração do parto, passando pela avaliação dos neonatos logo no primeiro minuto de vida, e acompanhamento de parâmetros importantes, como ganho de peso, diariamente. Um pré-natal bem executado, junto com um auxílio ao parto e assistência neonatal feitos por profissionais capacitados proporciona maior segurança tanto à nova mãe quanto aos filhotes.

Perguntas Frequentes sobre Neonatologia Veterinária

Nos dois primeiros dias de vida as refeições dever ser feitas em intervalos de 2 a 3 horas, no máximo; após esse período, pode-se espaçar gradativamente para 3 a 4 horas até completar a primeira semana.

É necessário fazer a vermifugação dos filhotes e da mãe, porém todas as medicações administradas devem ser prescritas por um médico veterinário de confiança, de acordo com a necessidade de cada animal, após avaliação clínica rigorosa. Demais medicações só serão administradas em caso de extrema necessidade, e sempre prescritas por médico veterinário – jamais medique por conta própria.

Os neonatos se alimentam exclusivamente de leite, e caso a mãe rejeite o filhote ou não produza leite, será necessário alimenta-los com sucedâneo, o leite artificial. Para tanto, existem uma série de cuidados a serem tomados, desde a diluição e armazenamento do leite, até o posicionamento do filhote para mamar. Outro cuidado que seria de responsabilidade da mãe são os estímulos de defecação e micção (fezes e urina), que são de extrema importância principalmente nos primeiros dias de vida, e que nesse caso serão de responsabilidade do tutor. O ideal é realizar uma avaliação da ninhada e da mãe, para que você receba orientações sobre manejo e alimentação adequados.

Esta especialidade funciona nos seguintes horários:

Especialidade

Se preferir, ligue para (11) 2308-1991